Desejamos um excelente Domingo e uma sugestão de uma boa leitura e conhecimento 😉
Concentrações. Os primeiros perfumes foram as águas de colônia (usadas tanto para refrescar quanto curar doenças estomacais), com uma concentração de 5%, e os extratos (para encobrir maus odores ou serem usados em ocasiões especiais), com uma concentração entre 20 e 40% (hoje de 15 a 25%). Com a evolução da perfumaria, surgiu a necessidade de fragrâncias mais “práticas” para se usar no dia a dia e logo vieram os eaux de toilette (faire sa toilette em francês significa se arrumar), numa concentração intermediária. Por último surgiu a concentração eau de parfum, apropriada tanto para o dia quanto para a noite. A mudança de concentração, porém, não implica apenas em maior ou menor projeção da fragrância – perfumistas compõem um EDT com notas mais leves e luminosas (para dar um efeito lúdico e terapêutico na aplicação), enquanto um EDP é feito com notas mais ambaradas e que deixem rastro. Embora seja importante manter sua personalidade, há casos em que duas concentrações de uma mesma criação parecem ser perfumes completamente distintos. Com a popularização dos EDPs e a redução gradativa nas concentrações para corte de custos, os extratos praticamente desapareceram (ou agora são chamados de EDPs). Por outro lado, a demanda masculina por EDPs vem aumentando e já se encontram à venda versões concentradas de alguns best-sellers.

Fonte por “Sua Essência Seu Sucesso”

Siga-me

Cibele Paiva

Diretora de Expansão em La Belle Scens - LBSC
Executa a área corporativa, contagia seus clientes com seu otimismo e companheirismo.
Siga-me
About Cibele Paiva

Executa a área corporativa, contagia seus clientes com seu otimismo e companheirismo.

Entre em Contato com a Aromatização Profissional